Era uma vez uma menina de 16 anos, que resolveu criar um blog para desabafar... E que agora, aos 21, continua a escrever. De teen a adulta; de Portugal à Holanda - A saga!

14
Nov 05

Pois é... Chegou o frio... Chegou aquele tempo em que ninguém quer sair de casa... Começa o sacrifício de despir o pijama...

Quem me conhece, sabe que eu não gosto de frio. Nunca gostei, sempre me dei muito melhor com o calor. Ainda assim, o Natal é, sem dúvida, a minha época preferida do ano. É uma época que, não sei porquê, me transmite uma calma dificilmente equiparáveis a qualquer outra época. Adoro ir à baixa e ver as ruas enfeitadas. Andar nas ruas e ouvir, ainda que vagamente, uma música de Natal.

Parece que as pessoas ficam mais amigáveis, mais sorridentes. No entanto, não consigo deixar de pensar nas pessoas que não têm Natal. Nas pessoas que nem sequer têm casa ou agasalho, para poder enganar este frio, que tão dificilmente se deixa enganar. Nos idosos que passam esta época, supostamente familiar, sozinhos.

 

Lembro-me que um dia, quando tinha uns 6 anos, fui com a minha turma a um lar de idosos, por volta desta época natalina. Todos desenhámos algo e, com alguma dificuldade, cada um escolheu um velhinho a quem dar. Eu até me lembro do meu desenho, um anjinho. Eu fui das últimas pessoas a encontrar uma pessoa a quem dar o meu anjinho.

Por fim, olhei para um cantinho da sala. Não tenho a certeza, mas penso que estava lá uma lareira. E, perto dessa mesma lareira, estava uma velhinha de xaile sobre as pernas.

Lembro-me de achar que ela estava muito séria. Hoje, quando penso nisso, acredito que estivesse a pensar na sua família que, pelos vistos, até o Natal a deixaram passar sozinha.

Fui em direcção a ela, devagarinho. Lembro-me de ter medo que ela se chateasse comigo, por ir falar com ela, quando ela estava ali tão sossegadinha. Mas ainda assim fui. Toquei-lhe levemente no braço e tive a sensação de a ter acordado. Ela estava com olhos abertos, mas penso que a terei despertado de um sonho.

Ela olhou pra mim e esboçou um sorriso. Ainda me lembro do seu sorriso, por incrível que pareça (memória prodígio). Quando lhe estendi o anjinho, os seus olhos encheram-se de lágrimas. Ela apertou o meu anjinho e abraçou-me, num dos abraços mais sinceros que já senti em toda a minha vida. Chorou, chorou muito.

Lembro-me de ter ficado, por um lado, com pena, porque não queria que chorasse. Por outro lado, com o meu egoísmo de criança, fiquei um pouco chateada por ela ter apertado o anjinho, porque acabou por amachucá-lo.

Ainda hoje sinto um nó na garganta quando falo nisso. Sinto um nó na garganta porque vejo o significado que aquele anjinho, aparentemente tão sem significado, teve para aquela senhora. Terá sido, possivelmente, o seu único presente de Natal, não sei. Sei que acabei por retribuir o abraço e, antes de irmos embora, ainda lhe fui dar um beijinho.

Por mim, tinha lá ficado o resto do dia. Com aquela senhora. Não sei o que é que ela terá sofrido até aquele dia, nem tão pouco o que sofreu depois. Infelizmente, não acredito muito que ainda esteja viva. Só me resta esperar que aquele anjinho a tenha acompanhado para sempre. Porque acho que ninguém merece ser assim abandonado. Não só nesta época natalícia, mas sempre, não há direito de as abandonar assim...

Penso que é por isso que esta época me deixa nostálgica... Por um lado acho lindo, saber que muitas crianças (e adultos) estão ansiosas pela noite de Natal, para receber as prendas...

Por outro, nunca me vou esquecer daquela velhinha, que tanto chorou agarrada ao meu anjinho e a uma menina de 6 anos que, na altura, nem sabia o bem que poderá ter feito àquela senhora.

publicado por Nana às 16:25

comentários:
É incrivel como consegues sempre tocar em cenas k me deixam arrepiada! Axo k ja nessa altura, durante os teus 6 aninhos, ja tinhas o dom de ser assim, tao ... (olha o meu vocablario ta em searching agora...) tao especial, sei la! A maneira como pensas nos outros é tao diferente k acredito k nem tu t apercebas k as pessoas nao sao assim como tu! Es mm xpecial! Admiro-t muito
sushi a 19 de Novembro de 2005 às 21:13

Olá!!! Bueno pues como ya t dije en el forito: me encantaaaa todo lo q escribes!!me siento super feliz d abert conocido y d aver descubierto ese maravilloso foro q se convirtio en mi segundo hogar jeje, bueno a lo q iba, q Nana eres genial xica, q ojala mantenga el contacto contigo x muxo tiempo xq me caes genial y creo q eres una persona muy valiosa :) un besote enorme y un abrazooo wapaa!! Y esta web t qedo lindisimaaa!!.
NORINHA a 17 de Novembro de 2005 às 20:36

Nanita de mi corazón aquí me tienes..jaja que página más bonita!! me encanta!! estás hecha una gran escritora ;) aunque me gustaría saber más portugués para entenderlo mejor...jeje a ver si te animas y un día escribes para una página en español...me encantaría!!!!!! sería tu fan número 1!! jaja bueno primis gracias por compartir tu página con nosotras,las del foro, y decirte que te quiero un montón y no cambies nunca!! ;) UN BESOTE ENORMEEEE!!
Lidia (primis) a 17 de Novembro de 2005 às 20:02

OlÁ!sim realmente estamos já no frio e com frio lembra nos no Natal,que passou tão depressa o tempo...
Sim é pena que seja só no Natal que as pessoas se lembram das prendas,das lembranças,do carinho,é preciso dar mos o exemplo e penso que o devia mos fazer durante todo o ano,não sou perfeita e ás vezes com a vida ,c os problemas tb eu me esqueço q os meus problemas não são nada comparados c o q realmente os problemas da solidão por exemplo,mas temos que fazer mais e continuar ajudar o próximo é muito bom dar e receber,um simples gesto pode fazer a diferença,o carinho,um abraço..
Mas temos sempre o Natal e dá para depois pelo menos nos compensar da nossa consciência e tentar fazer algo mais que uma simples lembrança,é preciso lembrar mos sempre daqueles que não teem nada,infelizmente..
Já agora um Bom Natal e aproveita o da melhor forma!
gostei do teu blog,visita o meu
jinhossssssssss
fatima
29 anos
f a 17 de Novembro de 2005 às 15:10

ola minha lindaa!! bem a tanto tempo k n vinha ca!lol o teu blog continua lindo! li tdos os textos e axei-os magnificos, amei mm o texto po homem da minha vida, é claro k tou a falar do paulinho nei!? =P lol ele é realmente dakelas pexoas mt caracteristicas k kando entram na tua vida marcam-t de varias formas e nos n os keremos nunca mas nunca deixar sair da nossa vidinha (por isso as constantes perseguiçoes nos intervalos =P lool). kanto a este teu texto, ta mt mt lindo! tu es mm dakelas pexoas k olham pa tds os promenorezinhos e tentam ajudar akeles k mais precisam e n so escolher alguem ao calhas pa dar alguma coisa! admiro mt isso em ti miga! =) bem realmente o natal ja ta ai... e o frio!!! e como tda a gente sabe eu gosto mt do frio!!lol acordar de manha e sair da nossa cama kente po frio e dps entrar num banho c agua kase fria!! k mais poeria pedir =P loool e prontus como diria o nosso mandelinha agr a baixa é pa se ir la paxear c os namorados nei!? =P
bem mts bjinhus graaandes miga**** continua smp a vir postar aki os teus textos k ajudam mt gente a pensar no k realmente importa!!! =)
sandra (",)** a 17 de Novembro de 2005 às 14:18

Nana: Que linda escritura!! tu deberias dedicarte a ser escritora pues lo haces muy bien!!!

Te quiero mucho Primis!!!! poeta!!!!!
Lucy a 16 de Novembro de 2005 às 17:35

Olá krida! A mim o Natal deperta-me uma mistura de sentimentos, tal como a ti. Por um lado adoro o Natal, o ambiente nas ruas da baixa, enfeitadas, as músicas de Natal, as castanhas assados na Rua Sta Catarina, a compra das prendas, e então este ano que vou poder passar o Natal com os meus papás na Suiça, que não vejo há meses! É uma euforia!!!
Mas por outro lado é pensar que se gasta rios de dinheiros em iluminações de ruas, em presépios gigantes, em fogos de artifícios para o ano novo, em compras de mil prendas só para uma pessoa... E enquanto nós fazemos isso tudo, há pessoas que nem um pouco de pão vão receber, que morrem de frio nas ruas porque não têm casas, quando há aí tantas casas abandonadas, pessoas que vão passar o Natal sozinhas, sem família... é muito triste, isto revolta-me imenso! A vida é muito injusta, e acho que vai piorar de dia para dia...
Crazy Li a 15 de Novembro de 2005 às 12:41

ai linda.. xcreves com cada coisa... tens mt jeito.. fikei kase a xorar... a serio k sim.. e eu n xou mt disso... mas sp k venho aki é assim.. sabes pk? pk tu falas do k tem k ser falado, escreves super bem, fazes-nos pensar.. fazes acreditar k um dia.. alguem vai acordar e pensar k td esta errado, k alguem com um poder especial, com uma varinha magica, vai por o mundo no lugar certo. fazes-m acreditar, com a tua inocencia, k akels contos d fada k eu lia kd era pikinina (n é k seja mt velha hein.. lol --- isto td so pa dizer k faço 18 anitos amnha.. lol), enfim.. k esses contos k acabam sp bem.. um dia s vao realizar. fazes-m acreditar k esses velhinhos abandonados, um dia, n vao estar sós, k alguem s vai preocopar e ocupar-s deles. k o sofrimento pode terminar... fazes-m acreditar k um dia, nos tds vamos acordar pra realidade e ver k td o k temos feito é incorrecto, e vamos passar a ajudar os outros. um dia.. kd n formos tao egoistas, kd n pensar-mos k n temos tempo, kd pensar-mos k s akele n faz eu tb n o tenho k fazer, pk uma so pessoa n faz a diferença. mas ta mal... e eu tb sou assim.. uma pessoa pode fazer a diferença.. e é isso k nox (incluindo-m a mim.. infelixmente) ainda n percebms.. mas kem sabe.. um dia... kd voltarms a ser crianças k teem coragem d ir ate essas pessoas k estao sós apenas para lhes dar um bokadinho d carinho. um dia.. kd deixar-ms d crescer por entro.. kd deixar-ms d sermos esses adultos cinzentos, cm tu disses-t no outro dia. eu tb n kero ser assim. kero passar sp pelos outros e sorrir. pk kd sorrirmos estamos a acarinhar os outros, mm n sabendo. pk ver um belo sorriso.. mm k desconhecido... tras sp um lindo arco-iris nestes dias cinzentos e sem luz... kem sabe.. um dia..
ines a 14 de Novembro de 2005 às 18:17

Novembro 2005
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
12

13
15
16
17
19

23
24
25
26

28
29


tags

todas as tags

mais sobre mim
pesquisar
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Se os virem... Avisem!
Eu, por acaso, gosto desta!
E quantos são? (desde 30.07.2008)
blogs SAPO