Era uma vez uma menina de 16 anos, que resolveu criar um blog para desabafar... E que agora, aos 21, continua a escrever. De teen a adulta; de Portugal à Holanda - A saga!

23
Jul 09

Ora então, "mangando, mangando" (ai, estas alentejanices!), já estou em Portugal há quase um mês!

 

Reiterando o que já aqui disse perto de um milhão de vezes, não há lugar como a nossa casa. Já quase me tinha esquecido do bom que é estar cá. Do bom que é estar perto da família e dos amigos. Do fantástico que é receber uma mensagem a dizer "Vamos tomar um café?", e ir. 

 

Já tinha saudades deste bairro, com todas as suas casinhas, cada uma de sua cor. Saudades da Serra da Arrábida que, por mais fogos que a consumam, oferece sempre uma visão fenomenal a quem se dá ao trabalho de a subir. Saudades dos restaurantes da Avenida Luísa Todi, com os seus restaurantes a cheirar a peixinho grelhado. Ah, as saudades que eu tinha de Setúbal!

 

Comecei o meu estágio, no mesmo lugar do ano passado, dois dias depois de cá ter chegado.

 

E só aí é que me apercebi do quão desmotivada me senti nestes últimos seis meses. Tenho a sensação de que a escola já não puxa por mim, já não me motiva. Especialmente nestes últimos meses, sinto que não aprendi nada.

O facto de eu estar a fazer o curso e, ainda assim, conseguir dormir a noite inteira e mais umas três horinhas durante a tarde, deve falar por si.

 

Decidi, então, que vou começar a estudar por conta própria. Claro que vou continuar o curso e acabá-lo, mas vou estudar o que eu penso ser importante, o que eu gosto. O que a faculdade me pede para estudar, estudarei. Mas com menos afinco.

 

A verdade é que a fisioterapia ainda me fascina. A cada dia que entro na clínica vejo os resultados e devo confessar que o sorriso de alguém que está a andar pela primeira vez desde há algum tempo é algo grandioso.

E é isso que eu quero estudar. Quero estudar a anatomia, a fisiologia. Compreender o que faço e para o que o faço. Entender o porquê das coisas e como modificá-las.

Dou muito, muito mais valor a isso, do que ao que a faculdade me tem exigido ultimamente. Concordo que será importante ter a noção de como escrever um artigo ou de como trabalhar numa "systematic review".

 

No entanto, devo admitir que prefiro mil vezes mais ajudar alguém a voltar aos seus movimentos funcionais diários do que estar sentada em frente ao computador a avaliar artigos.

 

Por isso, a partir de agora, e já lá dizem os Xutos e Pontapés, este estudo vai ser "à minha maneira"!

publicado por Nana às 18:27
sinto-me: Em força
música: Wishful thinking - John Petrucci

comentário:
ora muito bem e quem fala assim n é gago ;)

Beijos
PrincesaVirtual a 29 de Julho de 2009 às 12:42

Julho 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
24
25

26
27
28
29
30
31


tags

todas as tags

mais sobre mim
pesquisar
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Se os virem... Avisem!
Eu, por acaso, gosto desta!
E quantos são? (desde 30.07.2008)
blogs SAPO