Era uma vez uma menina de 16 anos, que resolveu criar um blog para desabafar... E que agora, aos 21, continua a escrever. De teen a adulta; de Portugal à Holanda - A saga!

26
Mai 06
Cada vez mais tenho a noção de quão depressa o tempo passa. Se, num momento, olhamos em frente e vemos três longos anos, três piscadelas de olhos depois apercebemo-nos de que já estão a acabar.
Olho para trás e sorrio com o que vejo: conversas jogadas fora, sonhos e experiências partilhadas, risos, lágrimas, canções, jantares, abraços...
Olho em frente e não sei se gosto. Acredito que algumas amizades durem toda a vida. Mas e se não durarem? Cada um de nós vai seguir o seu caminho. Alguns para o sul, outros para o norte, outros acabam por ficar por cá mas, ainda assim, distantes daquilo a que uma vez chamámos a nossa segunda casa, a nossa segunda família. O contacto ao longo do tempo vai-se perdendo, bem como o à-vontade e toda aquela coisa especial, para a qual não tenho definição; nem a melhor enciclopédia, compêndio ou dicionário poderia encontrar uma palavra que descreva tal sentimento.
Daqui a uns anos, quando eu já for uma mulher de família formada, talvez os meus filhos me perguntem quem são aquelas pessoas, das fotos e dos vídeos. Quem são aquelas pessoas que cantam, dançam (e só não sapateiam porque não calha), riem e sorriem... E eu vou dizer-lhes que são as pessoas com quem passei os melhores anos da minha vida. E vou mandá-los para a cama, para que não vejam a lágrima que vai ser vertida, pelas saudades que tenho de todas aquelas pessoas. Mas, ao que parece, é assim a vida. Já o outro dizia que a vida é feita de encontros e desencontros! Apesar de tudo, a sorte que tenho por ter vivido o que vivi é imensa. E é disso que vou lembrar-me daqui a pouquinhos dias, quando chegar o dia do adeus. Adeus às pessoas, adeus às brincadeiras, adeus à palavras (algumas boas, outras sobre as quais mais vale verter o manto virtuoso do pudor), adeus a 3 anos que passaram mais depressa do que qualquer um de nós esperaria. E, daqui a uns anos, talvez um ano, dois anos, vinte anos, eu venha ler este texto e derrame mais uma lágrima... Por saudade, por vontade de voltar a um tempo que para trás ficou... Desse, meus amigos, só resta a recordação... e de recordações será feita a vida!

Deu-me para escrever este texto saudosista depios de ter lido um texto, também saudosista, do nosso amigo Pessoa...

(Agradeço a todas as pessoas que ainda vêm comentar... Peço desculpa por não ter comentado nos vossos blogs nestes últimos tempos, mas o tempo torna-se cada vez mais escasso e há que aproveitar todos os minutinhos para estudar... Apesar de não comentar, confiem que por lá dou uma espreitadela! Beijinhos)
publicado por Nana às 18:21

comentários:
força miguinha* s pcisares d algo é so dizer* beijinhos***
ines a 7 de Junho de 2006 às 19:05

Em tudo isso há algo de muito positivo: o sinal de que ninguem pertence a ninguem! Ninguem te pode reter, ninguem podes reter. O resto...bom, o resto faz-se todos os dias, as saudades foram criadas para serem sentidas. Ou, como dizia o poeta (não sei quem, mas devia ser poeta): atrás do tempo, tempo vem! E, acrescento eu, o tempo que vai leva gente, e o que vem trás gente.
Beijinho
falaparadentro a 31 de Maio de 2006 às 10:29

Uma lágrima de saudade me cai ao relembrar tb o ensino preparatório onde deixei grandes amigos que recordo até hoje e os guaro no coração!Foram anos excelentes que relembrei ao lêr este teu texto.Bj grande!
Gaybriel a 30 de Maio de 2006 às 21:27

Ai Nanita tens tanto ainda pela tua frente... Sabes há pessoas que ficam tatuadas na nossa alma, as verdadeiramente importantes. Nunca as vais perder. E depois vê isso como uma oportunidade de ires mais além, de conheceres pessoas fantásticas, coisas novas...enriquecimento e crescimento pessoal. Não te assustes... a vida è assim feita de olás e adeuses,temos que remar em frente.
Há pouco tempo alguém muito mais velho que tu e muito mais velho que eu, disse-me que tinha iniciado um processo de destruir fotos.
Fiquei chocada!! Perguntei «Mas pq???». A pessoa disse que apenas ela os conhecia, que todas as pessoas que os podiam conhecer ou que ela poderia mostrar fotos já não existiam.
E que para ela as imagem deles (dos importantes) estava guardada no coração.
Confesso que continuei chocada...para mim fotos tem algo mágico...mas entendi a mensagem.

Beijos e bons estudos ;)
Pluma(princesavirtual) a 30 de Maio de 2006 às 19:35

Oi!Fizeste-me lembrar de tanta coisa...da minha ansiedade quando saí da escola que frequentei durante seis anos,que para mim era uma segunda casa,senão a primeira,porque passava lá mais tempo do que na minha.Da tristeza que foi a despedida...do facto de neste momento perceber que nada vai ser igual,porque muito que se queira as vidas agora são diferentes...É triste não poder estar com os amigos que nos acompanharam tanto tempo...mas vais encontrar ainda mais amigos e de certeza que vais manter esses!Arranja-se sempre um tempinho para estar com os amigos!Beijinhos!
sis a 30 de Maio de 2006 às 13:31

Aw Nana hace mucho que no leia tu blog! jeje perdoname

Creo que tienes razon.. los moementos especiales nunca s eolvidan y menos con las personas especiales y a las que más queremos!

Suerte en tus estudios!!

Um beijo grande!!!!! =)
Lucy a 27 de Maio de 2006 às 03:46

P.S. Quando fores ao meu blog n te axustes...lolol...xD
Ktya a 26 de Maio de 2006 às 20:55

buahh...fizeste-me lembrar de algo que tenho todo o ano tentado esquecer pra não sofrer de anticipação. Eu já tinha falado deste assunto com a Cátia porque para mim e para ela vai ser terrível....porque vamos continuar naquela escola e kd nos aparecer uma turma xeia de pexoas que não conhecemos...vamo-nos lembrar de muitas pessoas da nossa turminha das quais gostamos muito. Também odeio despedidas pois embora as pessoas digam..."agente encontra-se"..."vamos passear um dia destes"..."ás sextas vamos beber sempre um café"...não é assim que se passa na realidade pois cada pessoa tem a sua vida, as suas tarefas, as suas responsabilidades...e eu sei que não é assim...porque duas das minhas (e da Cátia) melhores amigas estão agr noutra escola e raramente nos encontramos...mas apesar disso nunca deixamos de ser amigas.
Esta turma vai ficar sempre no coração pois ela é constituida por pessoas muito especiais...que dificilmente serão esquecidas...e sei que eu tb...quando daqui a uns anos vier cá ver o teu blog e re-ler este texto..uma ou muitas lágrimas vou correr pelo meu rosto...porque a saudade é um dos mais profundos e inalteráveis sentimentos k existem.
Jokinhas Susanitah****....e até dia 9...vou tentar não pensar nisto...:P
Ktya a 26 de Maio de 2006 às 20:04

Maio 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
12
13

14
17
18
19

21
22
23
24
25
27

28
29
30
31


tags

todas as tags

mais sobre mim
pesquisar
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO