Era uma vez uma menina de 16 anos, que resolveu criar um blog para desabafar... E que agora, aos 21, continua a escrever. De teen a adulta; de Portugal à Holanda - A saga!

17
Abr 06
Chegaste com o ar superior de quem possui tudo o que te rodeia. Achámos que mudasses para melhor os teus defeitos e as nossas vidas. Não podíamos estar mais enganadas.
Chegaste e quiseste... mas não venceste.
Com a ajuda de alguns componentes, afundaste-te a ti. E com esse orgulho tão característico, não quiseste ser o único a afundar. A cada dia que passava, pegavas em nós com os laços que pensavas existir e arrastavas-nos para o fundo contigo.
Pergunto-me se saberias que nos arrastavas também ou se, simplesmente, nem te apercebias, tão concentrado que estavas na tua própria dor.
Mudaste as nossas vidas para sempre. Hoje, felizmente, já não estás cá. Não morreste, apesar de eu, durante o tempo que cá estavas, muito o ter desejado, simplesmente partiste para outro sítio. Para atormentar outras pessoas, talvez. Ou então para, por fim, sofreres em silêncio estes últimos tempos que te restam.
Foste embora mas tudo o que fizeste ficou. Ficaram as feridas que, após 3 anos de ausência, ainda não cicatrizaram. Ficaram os medos, os receios. Ficaram as tristezas e os anseios por uma parte de infância e adolescência não vividas.
Eu era uma miúda. Tu não entendias isso. Ou talvez simplesmente não quisesses entender. No entanto, culpavas-me de tudo o que te acontecia. Batias à porta do meu quarto às 4 da manhã, a chorar, para me dizer que a culpa de estares naquele estado era minha. Eu tinha 10/11/12/13 anos!
Hoje não tenho que aguentar a tua presença. A tua presença física. Porque estás longe. Mas não longe o suficiente para saíres da minha mente. Sempre que eu me sentir mal, sempre que eu tiver medo de algo, sempre que eu não conseguir confiar não só em mim, mas também nos que me rodeiam... Tu estarás lá, sempre... E se hoje aparento ser feliz, se sorrio ou dou uma gargalhada, dentro de mim existirá sempre uma parte escura. Uma parte da minha infância que tu, com os teus problemas e medos, pintaste de escuro com uma tinta permanente. Eu tento esquecer tudo, a sério que tento... Mas não dá...

**Queria só esclarecer que esta carta não foi escrita para o meu pai... felizmente, posso gabar-me de ter os melhores pais do mundo... trata-se de uma carta ao 2º marido da minha mãe...***
publicado por Nana às 13:51

comentários:
Querida amiga!!! bastante consternada li o que escreveste, muito embora saiba as marcas que em ti e em mim ficaram apos o terminus daquela relaçao. Mais afectada ficaste pelo facto de seres ainda uma menina de tenra idade e a vida te ter sorrido ate entao. Mas espero que o tempo passe e essas marcas desapareçam para sempre.
Sabes minha amiga? sinto-me culpada por isso, mas agora e tarde para voltar atras. Com a força de ambas, a amizade de todas as tuas amigas e amigos, espero que consigas minimizar as marcas que em ti ainda estao patentes. Eu tambem sofro com isso, acredita. Mas agora que tudo ja passou e ja la vao 3 anos, exactamente no proximo dia 24, teras que ser forte, como alias tens sido ate aqui, para que um dia tudo nao passe de um grande pesadelo. O tempo se encarregara disso, podes crer. A vida nao para e para a frente e que e o caminho. Adoro-te. Es a melhor filha do mundo.
Tua mae
Isabel a 21 de Abril de 2006 às 00:01

oies**...Bem não sei pelo que paxas-te mas lendo esse teu texto....só tenho a dizer que apesar de tantos problemas...preocupações e provavelmente discussões...a melhor maneira de ultrapassar isso tudo é exactamente a tua maneira...sorrir, brincar, sonhar todos os dias. Bjufas***
C.M.
Ktya M. a 19 de Abril de 2006 às 18:47

Olá! Bem, deves ter pasado momentos bem díficeis, ainda mais para a idade que tinhas na altura, e esses momentos deixaram-te marcas :( Nina, agora tens de ir aprendendo aos poucos a voltar a sorrir, voltar a confiar nas pessoas (mas tem cuidado nem todas são dignas, mas muitas são!) nina, eu sei que foi dificil e que ainda te é dificil, mas tens de continuar a tua vida e tens de fazer um esforço para nao deixar que esse passado negro afecte o teu futuro, tá? coragem!! bjinhos
snow a 19 de Abril de 2006 às 00:38

Oi!Li agora o comentário de uma rapariga que te conhece e falou na música da Kelly Clarkson "Because of You"...sabes sempre que oiço essa música sinto que é a minha vida que está descrita...na perfeição!E o video-clip então nem se fala!Parece que é um filme de tudo o que vivi!Apesar de tudo o que vivemos temos de tentar ter sempre um coração generoso,doce...Se nos tornarmos naquilo que víamos,entao isso é a pior coisa que podia acontecer!Mantem a doçura que sei que tens no coração,só essa doçura pode apagar tudo o que existe de mau.E chora tudo aquilo que tens de chorar,em minha casa chorar era sempre sinal de fraqueza...não me importo de chorar...às vezes se não o fizesse explodia!Em todos os teus actos transpõe o teu sentimento,quem te ensinou que ter sentimentos e demonstrá-los é fraqueza está muito enganado!Hoje em dia existe muito pouca gente que é capaz de ser verdadeira em relação ao que sente!Beijinhos!
sis a 18 de Abril de 2006 às 21:39

ola meu amooor! bem sei as coisas horriveis k paxaste kando exe homem xtava ao pe de ti (tu, a tua mae e a tua avo...), mas sei k sao as 3 mulheres bastante fortes e, apesar de nunca conseguirem apagar exa parte das voxas vidas, pois imagino k isso marque tao profundamente uma pexoa k n se consiga "tirar isso ca pa fora", sei k tentam tds os dias encher o voxo coração de amor e alegria para tentar ultrapaxar ixo... tu es o exemplo dixo, podias ser uma miuda mt amraga e k mas n realidade és uma rapariga xeia d força, de alegria, de bondade, carinho... enfim és uma pessoa maravilhosa! ja tive a ler a musica da kelly clarkson e kria dizer k smp k precises d falar, chorar (n sintas k ixo é uma frakeza, pensa antes k kem consegue mostrar os seus sentimentos é na realidade uma pexoa forte!) tou aki para ti ta linda!? mts bjinhocos graaaandes e gordos =) Gmdt **** =)
sandra (",)** a 18 de Abril de 2006 às 16:18

Sinto muito por tudo isso que te aconteceu :( Espero que dias luminosos te preencham o resto da tua vida, até te apagarem esse «negro» que tens na alma beijinhos Nanita
Pluma(princesavirtual) a 18 de Abril de 2006 às 14:32

Oi!Não sei que problemas seriam mas eu também tive um percurso assim...Fui "espectadora" de volência doméstica em minha casa e a minha infância foi nula!Tive de crescer mais depressa do que devia,tive de sofrer o que nenhuma criança devia jamais sofrer!Ainda hoje não tenho confiança em mim o suficiente...ainda hoje tenho medo de discussões e de onde estas podem parar!Ainda hoje sou insegura e desconfiada...e sim ele tem muitas culpas em relação a isso!Tens de te convencer que não tinhas culpa de nada e sorrir...rir por todas as noites,dias que não o fizeste por causa da inconsciência de alguém!Rir por todas as lágrimas que derramaste!Idolatra a vida e tudo aquilo que ela nos fornece...e todos os dias agradece por já não teres esse tormento em tua casa!Eu faço-o...a paz de espírito é a melhor coisa que se pode ter!Desejo-te força para afastares esses fantasmas do coração!Tenho 19 anos e ainda os tenho,mesmo que os tente esconder!É uma caminhada dificil...mas não impossível!Mudei de servidor...O Sapo andava maluco e perdi a paciência com ele!Obrigada pelo nome da música...é lindaaa!Beijinhos!
sis a 18 de Abril de 2006 às 12:25

também não sei o k dizer...k lamento k isso te tenha acontecido?k lamento k continue a acontecer a muitas crianças, muitas jovens? lamento sim nanita...muito...não sei k mais dizer...k te desejo k consigas ultrapassar essas mágoas, essas cicatrizes k te ficaram... beijinhos**e muita força (k sei k tens!)
universitaria a 18 de Abril de 2006 às 11:20

Não sei bem o que comentar, por isso mais não digo. Beijinhos.
falaparadentro a 18 de Abril de 2006 às 10:52

Abril 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
11
12
13
14
15

16
18
19
21
22

23
24
26
27
28
29

30


tags

todas as tags

mais sobre mim
pesquisar
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO