Era uma vez uma menina de 16 anos, que resolveu criar um blog para desabafar... E que agora, aos 21, continua a escrever. De teen a adulta; de Portugal à Holanda - A saga!

22
Set 06
Acordo e olho para mim e para o que me rodeia. Sei o que vou fazer hoje, ou talvez seja melhor dizer o que “não vou fazer”. E o facto de saber que não o vou fazer é quase tão desconcertante quanto o próprio acto de não o fazer.

Hoje foi o último dia para as matrículas na Universidade e não o fiz. Não fiz, pronto, neste preciso momento pouco ou nada há a fazer. Se fiz bem? Não faço a mais pequena ideia. Se fiz mal? Ignoro.

Apenas sei que o fiz e agora não vale a pena olhar para trás. Desculpem. Apenas sei que não o fiz e agora não vale a pena voltar atrás. E com este certeza de não ter a certeza se o meu procedimento está correcto, vou viver o dia a dia e aproveitar este ano. Para tudo e para nada. Trabalhar, tirar a carta. Ou talvez só trabalhar. Talvez ganhe dinheiro e faça uma viagem sozinha. Era giro. Mas muito... falta-me a palavra! Incomum. Sim, incomum é uma boa palavra. Era definitivamente algo incomum para o meu feitio. E talvez por isso mesmo o faça. Ou não.

Digo que sim e que não. Assim como assim, mais vale dizer que sim e que não do que dizer "talvez" ou "quem sabe". Se bem que, neste momento, os meus neurónios passam mais “talvez” e “quem sabe” do que sim ou não. Se sei porquê? Talvez, quem sabe...
publicado por Nana às 23:19

Setembro 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
15

17
18
19
20
21
23

24
25
26
27
28
29
30


subscrever feeds
tags

todas as tags

mais sobre mim
pesquisar
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO