Era uma vez uma menina de 16 anos, que resolveu criar um blog para desabafar... E que agora, aos 21, continua a escrever. De teen a adulta; de Portugal à Holanda - A saga!

25
Mar 07
Estou chateada. E irritada. Em bom português, estou f***da da vida. Hoje tive uma quebra de CINQUENTA euros no trabalho. Não, não foram cinquenta cêntimos. Foram cinquenta EUROS.

O facto de outras pessoas terem estado a trabalhar na minha caixa não é relevante visto que, se tivermos em conta que eu estou lá a trabalhar há menos tempo que elas, é óbvio que a minha susceptibilidade a ter quebras é maior.

Mas que fico chateada, e irritada, e f***da da vida, ah isso fico! Porque acabo por andar a trabalhar para o boneco, uma vez que, no final do mês, me descontam as quebras do ordenado (que, convenhamos, inteiro já não é grande coisa, quanto mais assim).

Mas claro que fico alegre, afinal, é sempre bom receber menos do que o esperado. E o melhor da festa ainda está para vir: a humilhação. É tão bom, quando o chefe vem e ralha connosco em frente aos clientes... Eu tenho praticamente um orgasmo psicológico quando isso acontece, afinal, não há nada mais prazeroso do que ser humilhada em frente às pessoas. Penso eu, se alguém se lembrar de algo melhor, mandem-me uma cartinha.

Porra... Cinquenta euros... A bem dizer, são dez continhos que lá vão... Bem posso dizer adeus à carta de condução... Bahh...
publicado por Nana às 23:06

24
Mar 07
No outro dia, estava eu a praticar o meu desporto favorito (zaping, dizem que fortalece o polegar!), quando dei por mim a ver uma das novas pérolas da televisão nacional: “A Bela e o Mestre”.

Ora, como o próprio título indica, este é um daqueles programas que serve para perpetuar o maravilhoso mito de que o homem é inteligente, enquanto que a mulher é... Hm, como dizer isto de modo a não ferir susceptibilidades?... Pronto, a palavra é mesmo BURRA (vá lá, não fiquem chateados, não volto a repetir a palavra).

Estava eu então a ver este programa, afinal, nada melhor do que ver pessoas... ai caraças, eu prometi que não repetia... Bom, pessoas cuja inteligência se assemelha à de um mamífero perissodáctilo, da família dos equídeos, menos corpulento que um cavalo mas com orelhas mais compridas. Nada melhor do que ver pessoas desse tipo para nos sentirmos um pouco melhor relativamente à nossa própria inteligência (isto quando realmente a possuímos, no meu caso, trata-se de ter uma diciopédia à mão, e não exactamente um Q.I. elevado).

Tendo em conta o meu baixo Q.I., ainda me é difícil perceber certas coisas, relativamente a este programa. Uma delas, é este diálogo, que encontrei descrito num outro blog:

“ - Para além da caravela, qual era o tipo de barco usado pelos portugueses nos Descobrimentos?
- Humm...
- Vá, tu consegues. (até aqui tudo bem, nem toda a gente tem que saber)
- Tem três letras.
- (Silêncio).
- Começa por um "N".
- Humm...
- Então?... (ok, já devia saber, mas se calhar está nervosa de estar na televisão)
- Vá, acaba em "U".
- Ó pá, não sei... (está muito nervosa, coitadinha, a pressão mediática e tal, afinal há imensas outras possibilidades: "Neu", "Niu, "Nou", eu já fiz uma viagem numa Niu e gostei, apesar do serviço ser péssimo)
- Última ajuda: Tem um "A" no meio. (é agora, com certeza)
- (Silêncio).
- (Mais silêncio).
- (Ainda mais silêncio).
- (Silêncio outra vez, agora do tipo constrangedor)
- (Continua o silêncio, desta feita carregado de angústia)
- Pronto, é a Nau, acertas para a próxima.”

Se a este juntarmos ainda o facto das duas regiões autónomas de Portugal serem Lisboa e Porto, chegamos à conclusão de que devemos, realmente, temer pela nossa sanidade mental assim que acontece olharmos para a televisão e estar a TVI no ar.

"A capital do Afeganistão? É Iraque? Não, é o Irão?! Ah, pois, isso é outro país!...".
publicado por Nana às 20:51

Março 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23

26
27
28
29
30
31


subscrever feeds
tags

todas as tags

mais sobre mim
pesquisar
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO