Era uma vez uma menina de 16 anos, que resolveu criar um blog para desabafar... E que agora, aos 21, continua a escrever. De teen a adulta; de Portugal à Holanda - A saga!

25
Jul 06
Porque há coisas mais fáceis de escrever do que de dizer...

Mãe, desculpa. Sei que nem sempre sou boa filha. Na verdade, por vezes pergunto-me se realmente o serei em alguma circunstância. Sempre que tenho problemas desabafo contigo, enquanto que tu, quando desabafas comigo, recebes um frio “deves estar com a menopausa”. Desculpa.

Eu juro que tento ser boa filha. Mas neste momento estou tão absorvida pelos meus próprios problemas que acabo por quase esquecer que tu também tens os teus! Acabo por esquecer que, por detrás da mãe forte, há a pessoa normal, com as suas fraquezas normais a qualquer ser humano. Desculpa.

Mas a pressão sobre mim é demasiada. Saber que perdeste dois filhos antes de mim faz com que eu queira que sintas que valeu a pena ter passado pelo que passaste para me ter. Mas isso parece-me cada vez mais difícil, se não impossível! Parece que tudo o que eu faço é errado, tudo o que eu faço ou deixo de fazer é porque sou preguiçosa ou porque não me interesso. Por vezes é, admito. Mas muitas das vezes não é. Simplesmente é, para mim, difícil fazer certas coisas que para as outras pessoas não passam de banais. Eu QUERO ir lá à escola ver daqueles papéis para a universidade. Mas imaginas o que isso me vai custar? Entrar numa escola que não conheço, rodeada de pessoas que não conheço e ficar lá à espera, a fingir que nada daquilo me afecta? Não consigo!! Desculpa. Mas não consigo. A tua filha não é perfeita, e peço-te desculpas por isso. Tenho todas as condições para o ser, mas não sou. Desculpa. Eu queria, mãe. Juro que queria, e tu merecia-lo. Desculpa.

A única coisa que posso dizer é que tu e o meu pai são as pessoas que mais amo na vida. E isso, por mais ataques de pânico, por mais coisas que aconteçam na minha vida, não vai mudar nunca. Desculpa.
publicado por Nana às 20:07

comentários:
Haja o que houver, estarei sempre na primeira fila a aplaudir-te, tal qual aplaudo os teus irmãos (mesmo os que infelizmente nos deixaram e cuja memória continuo a manter viva no repectivo cemitério).
PARABÉNS pelo Blog.
Pai a 2 de Agosto de 2006 às 17:25

Oi!Por vezes não somos aquilo que gostávamos de ser...mas pelo que vejo não tens culpa nenhuma...são os teus ataques de pânico que não te deixam avançar! Se fosse por puro egoísmo devias estar preocupada...mas não é o caso!
E perfeito...ninguém é!E tenho a certeza que a tua mãe te ama e sente muito orgulho em ti!
Espero que tudo se tenha resolvido! =)
Beijinhos!
sis a 28 de Julho de 2006 às 18:58

ola meu amori!
ha mt tempo k ja n comentava aki mas podes ter a certez k ixo n é sinonimo de k n vinha ca... muito plo contrario mm. tens aki um blogzinho mt mt fixe e com textos k nos fazem rir, chorar, pensar enfim.. tens uma capacidade de xcrita k consegue paxar uma msg mt forte para kem le =D
linda n sejas tao injusta ctg! tu és uma filha maravilhosa, so k, como tds nos, as vezes pds n perceber ou nao kerer perceber akilo k a tua mae te esta a transmitir. eu sei k tu tentas dia apos dia ser uma filha optima e sinceramente axo k o és! tens uma capacidade enorme para falar c ela (o k as vezes n é facil) e a relaçao k cultivaste c ela é de se louvar!!! tanto tu como a tua mae sao maravilhosas uma para a outra! a tua mummy é mm 5 estrelinhas e tenho a certeza k tara smp ca para te apoiar e perceber k as vezes tens tanta pressao em cima de ti k nao consegues tar tanta atençao aos seus problemas! mts mts mts bjinhus grandalhooooes =) adoro-t mt amorzinha do meu heart! =D
sandra (",)*** a 26 de Julho de 2006 às 20:35

Julho 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
11
12
13
14
15

16
17
19
20
21
22

23
24
26
27
28

30
31


tags

todas as tags

mais sobre mim
pesquisar
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO